O processo de união de chapas por meio de rebites pode ser feito utilizando equipamentos, como a rebitadeira manual. Confira dicas para usar o equipamento!

Dicas de como usar rebitadeira manual

O processo de união de chapas por meio de rebites pode ser feito utilizando equipamentos, como a rebitadeira manual. Continue lendo para anotar dicas de como usar a ferramenta de forma fácil e eficiente!

Existem diversos tipos de rebites, como rebite rosca interna, estrutural, hermético. A rebitagem pode gerar muitas dúvidas para quem nunca usou uma rebitadeira, por isso vamos ajudar:

1. Veja se a ponteira é a mais indicada

Como já foi mencionado, há uma variedade de rebites, sendo que cada um tem suas propriedades. No entanto, é necessário que a ponteira seja indicada para trabalhar com determinada peça. Isso evita problemas e garante o sucesso da rebitagem.

Por isso, antes de começar o processo, verifique se a ponteira é correta. Caso não for, utilize a chave (que costuma vir com as rebitadeiras manuais) para fazer a troca.

2. Faça os furos

Como os equipamentos não fazem o furo, é necessário furar os objetos. Lembrando que essas aberturas precisam ter um diâmetro maior que o rebite estrutural, repuxo ou o que você for utilizar. Esse cuidado evita que a peça não consiga entrar ou tenha outros problemas.

3. Coloque o mandril na rebitadeira

O próximo passo é colocar o mandril na ponteira da rebitadeira. Depois, encaixe a peça no furo.

4. Aperte a rebitadeira

Feito isso, é hora de começar a apertar, ou seja, pressionar os cabos. Essa ação deve ser feita até que o mandril se quebre.

5. Tire o mandril quebrado

Não se esqueça de tirar a parte do rebite de repuxo ou a peça que foi usada da ponteira do equipamento. Finalizado o processo de rebitagem manual!

Dicas para usar rebitadeira manual

Confira algumas dicas sobre a utilização da ferramenta:

  • prefira usar pó de grafite do que óleo;
  • nunca inserir um novo rebite na ponteira se o mandril quebrado não ainda não foi retirado;
  • escolha a ponteira de acordo com o tipo de rebite.

Outros modelos de rebitadeiras

Além do modelo manual, é possível encontrar outros tipos no mercado, como:

  • rebitadeiras a bateria: esse modelo não exige o uso de compressor, podendo ser utilizada em serviços externos e outras situações;
  • rebitadeira pneumática: ferramenta que utiliza a energia gerada pelo ar comprimido, ou seja, não precisa de energia elétrica. Pode ser utilizada para rebitar peças de diversos setores;

rebitadeira hidropneumática: essa rebitadeira garante a uniformidade de trabalho e velocidade constante, permitindo executar processos mais pesados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Close
!
Imagem animada do Facebook