Discovery Verdades e mentiras sobre aviões

Confira a segunda parte desta matéria, sobre mitos, verdades ou mentiras em viagens de avião: Discovery Verdades e mentiras sobre aviões

Raios podem ser perigosos
O último registro de um acidente de avião causado por um raio foi em 1962.

De lá pra cá, a tecnologia se aprimorou muito. Além de ter pára-raios, os aviões são feitos com uma carcaça de alumínio, que faz com que a descarga elétrica do raio passe pela fuselagem e seja desviado pelo ar, continuando seu curso normalmente.
A chance de um avião ser derrubado por um raio é quase nula.

Você pode ser sugado se alguém abrir a porta
Realmente, abrir a porta de um avião pode ser bem perigoso. Mas a verdade é que é praticamente impossível conseguir abrir a porta da aeronave. Depois que a porta é fechada, a pressurização da cabine sela a porta. Então fique tranquilo: é impossível, a menos que alguém tenha uma força sobre-humana, realizar essa tarefa.

Um celular pode derrubar um avião
Há alguns mitos e verdades aqui. O mito se baseia na tese de que as ondas eletromagnéticas emitidas pelo celular e outros aparelhos eletrônicos podem interferir nos instrumentos do avião.

Nunca foi registrado sequer um acidente causado pela interferência de aparelhos eletrônicos no avião. E convenhamos, se celulares fossem realmente perigosos, eles seriam confiscados no embarque e devolvidos apenas no desembarque, certo?

Por outro lado, a possibilidade teórica realmente existe. Como seria difícil para as agências reguladoras testarem todos os aparelhos eletrônicos do mercado para saber se eles podem ou não causar interferência, o mais fácil é simplesmente pedir para desligarem os celulares, nem que seja só por educação.

Discovery Verdades e mentiras sobre aviões

avião

avião

avião mitos

avião mitos

mitos avião

mitos avião

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Close
!
Imagem animada do Facebook