armas síria

Guerra Mundial na Síria

Guerra Mundial na Síria

O secretário-geral da Otan, Anders Fogh Rasmussen, afirmou que o uso de armas químicas pelo governo sírio “não pode ficar sem resposta”da comunidade internacional por ser algo “inaceitável”. Guerra Mundial na Síria

Os embaixadores dos cinco membros permanentes do Conselho de Segurança da ONU – Estados Unidos, França, Grã-Bretanha, Rússia e China estão reunidos em Nova York para discutir a questão síria.

Conflito síria

Conflito síria

O tom cada vez mais agressivo da comunidade internacional contra o governo do ditador sírio Bashar Assad e os navios de guerra já posicionados com mísseis na região são um claro indicativo: a intervenção militar na Síria é iminente.

“As informações disponíveis, procedentes de um grande número de fontes, designam o regime sírio como responsável pelo uso de armas químicas durante os ataques ocorridos perto de Damasco em 21 de agosto”, declarou Rasmussen. “Esta é uma clara violação das normas e práticas internacionais de longa data. Os responsáveis devem prestar contas”, completou.

Desde o ataque com as armas químicas à própria população, vários vídeos foram veiculados na web ao redor do mundo. Até agora a revolta quanto ao ocorrido é enorme, mas não tem nada ao certo, o que reina são as incertezas e um possível ataque dos Estados Unidos na Síria, o que também tem gerado controvérsias.

Veja imagens:

siria

siria

eua na síria

eua na síria

armas síria

armas síria

mapa-siria

mapa-siria

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Close
!
Imagem animada do Facebook