fernando haddad

Como falar com Fernando Haddad: Biografia, Site oficial www.pensenovotv.com.br

Como falar com Fernando Haddad

Biografia, Site oficial www.pensenovotv.com.br

Candidato Fernando Haddad

Foto Divulgação: Candidato Fernando Haddad

Como Falar e Site Oficial

Para Falar com Fernando Haddad, acesse o site oficial www.pensenovotv.com.br.
Dentro do site existem várias formas e maneiras para conseguir mandar suas ideias ou ter um contato com Fernando Haddad.

Biografia

Prefeito Fernando Haddad

Foto: Fernando Haddad

Fernando Haddad (São Paulo, 25 de janeiro de 1963) formou-se bacharel em Direito na Universidade de São Paulo (USP) em 1985 e se especializou em Direito Civil. Mestre em Economia e doutor em Filosofia também pela USP, Haddad foi professor de Teoria Política Contemporânea da universidade.

Haddad enveredou para a política ainda em seus tempos de faculdade, quando se filiou ao PT em 1983 e virou tesoureiro do Centro Acadêmico XI de Agosto, entidade dos estudantes do Largo São Francisco.
Chegou a trabalhar como analista de investimento no banco Unibanco, mas em 2001, quando Marta Suplicy assumiu a Prefeitura de São Paulo, se tornou subsecretário de Finanças e Desenvolvimento Econômico da cidade.
Dois anos mais tarde, foi para Brasília trabalhar como assessor especial do Ministério do Planejamento e Finanças na gestão Guido Mantega (2003-2004). Enquanto estava no cargo, foi convidado por Tarso Genro, então ministro da Educação, para ser secretário-executivo, uma espécie de número dois na pasta.
Em 2005, Genro deixou o ministério para comandar a presidência do PT, em meio à crise do escândalo do Mensalão, e Haddad assumiu o ministério. No governo Dilma manteve-se no cargo, deixando de ocupá-lo em novembro de 2011, quando foi lançado

Fernando Haddad

Foto Divulgação: Fernando Haddad

candidato do PT na corrida municipal em São Paulo.

O segundo de três filhos, o petista tem origem libanesa e é filho de Khalid Haddad e Norma Thereza
Goussain Haddad. Com cinco livros publicados, Haddad é casado há mais de 25 anos e é pai de dois
filhos, Carolina e Frederico.

fernando haddad

Fernando Haddad

5 comments

  1. Meu nome é Adriana Patrizia Guido, sou estudante do Curso de Pos-Graduação em Gestão Publica e estou fazendo um trabalho de conclusão de curso intitulado “Mobilidade Urbana – Políticas Públicas para a utilização da ciclovia como opção de locomoção na Cidade de São Paulo”, gostaria de contar com sua colaboração na elaboração desta monografia me ajudando a responder as seguinte questões:
    1) O que voce acha das ciclovias que exitem em São Paulo?
    2) Voce acredita que com a construção de ciclovias, o paulistano deixaria o carro para ir de bicicleta ao trabalho?
    3) A quem voce atribui a responsabilidade de construção de ciclovias, a Administração Publica ou a manifestação popular?
    4) Qual pais visitado por ti existe uma malha de ciclovia que possa ser implantada em São Paulo?
    5) Voce já sofreu discriminação de motoristas por estar de bicicleta?
    6) Ja sofreu ou presenciou algum acidente entre bicicleta e outros veiculos?
    7) Se sim, acredita que isso tenha acontecido devido a falta de ciclovia ou falta de respeito com o ciclista?
    8) Se voce tivesse o poder de mudar algo para o bem do ciclista o que faria?
    9) Voce considera saudavel pedalar de casa ao trabalho e vice-versa? Mesmo numa cidade poluída como São Paulo?
    10) Do que mais tem medo? De pedalar em São Paulo ou de não poder pedalar com segurança em São Paulo?
    Enviei esse trabalho para todos os candidatos a Prefeitura de São Paulo que constarão na lista de agradecimentos e colaboradores, espero poder somar pontos com sua ajuda.
    Obrigada,
    ADRIANA PATRIZIA GUIDO
    adrianapatriziaguido@hotmail.com.br / aguido@sabesp.com.br
    Tel.: (11) 3388-7085 – Cel.: (11) 95420-5282
  2. A imoralidade no uso dos recursos da Educação Municipal
    A educação sempre fez parte dos discursos de todo político.
    Mas sempre tem sido motivo de criticas por não receber os devidos recursos.
    Será?
    Bom, não no caso do município de São Paulo.
    Ao acessar o site disponibilizado pela própria prefeitura deparamos com algo que se é legal é também extremamente imoral.
    Recursos de nossos impostos ( ISS e IPTU ) direcionados para pagar altíssimos salários de funcionários da Sec. da Educ.
    Acredito que qualquer cidadão sentiria enojado ao ver o que existe neste link.
    é o supra sumo do absurdo o que a prefeitura paga para alguns funcionários. Não existe explicação, motivo ou justificativa para uma tal aberração e se alguém se dignificar a dar alguma explicação estará igualmente sendo imundo e nojento.
    no link :
    http://transparencia.prefeitura.sp.gov.br/funcionalismo/Paginas/BuscaServidores.aspx#
    coloque o nome : DEBORAH SANTOS SOARES DA SILVA
    irá aparecer a
    Remuneração Mensal (R$) 5.525,94
    mas ao clicar em “Detalhes” antes do nome na linha mostrada abrirá nova janela onde aparecerá o real valor do vencimento com uma inacreditável e nojenta informação:
    Demais elementos da remuneração : R$ 41.792,30
    dando assim uma Remuneração total bruta de : R$ 47.318,24
    A pergunta que fica é ? O que pode ter feito esta funcionária para receber estes “Demais elementos da remuneração” ?
    será que os gestores desta secretaria ou mesmo o prefeito perguntou ao contribuinte “real dono dos recursos públicos” se está de acordo com este acinte?
    é lamentável que os gestores da atual gestão municipal pensem que podem continuar a destinar os recursos “exíguos” da educação para manter as regalias de alguns funcionários marajás… quantos micro computadores não poderiam ser adquiridos com estes recursos?
    acho que um salario razoável de uns R$5mil seriam mais do que suficiente para um professor ou mesmo uns R$7mil para um COORDENADOR PEDAGÓGICO e se por um acaso fosse distribuído um adicional por produtividade deveria ser apenas um salario a mais no final do ano como em qualquer empresa ou outro órgão público probo!

    *Declaramos que o Minuto Ligado, não se responsabiliza pelos comentários publicados.

  3. Sr, Fernando Hadad,

    Tenho visto com frequência comerciais que falam da construção de moradias populares no seu governo, porém todas as vezes que procurei fazer inscrição para projetos habitacionais recebo a mesma resposta da CDHU ou COHAB, só fazem inscrição para quem está em situação de risco.

    Estou indignada ao saber que só posso entrar na fila para ter uma casa própria que pretendo pagar com o que venho gastando no aluguel á anos, se pegar o meu bebê de um ano e construir um barraco na beira de córrego ou invadindo uma propriedade privada.

    Quero ter o direito de como cidadã pagadora de impostos poder me inscrever em um programa habitacional de forma direta sem ter que para isso colocar a minha vida e do meu filho em risco, sem ter também que pagar propina para alguma associação, sim porque todas as vezes em que procurei essas “associações” recebi propostas de pagar ilicitamente por fora para os representantes da mesma para poder entrar na fila.

    Não tenho como pagar a entrada de um imóvel financiado, nem como comprovar renda para conseguir um financiamento da Caixa Econômica Federal, mas acredito que se posso pagar aluguel á anos, também posso pagar um imóvel popular desses que vejo nas propagandas.

    Aguardo retorno da minha solicitação como eleitora, contribuinte e cidadã.

    Att.
    Midian Oliveira

  4. A prefeitura podia organizar em um grande local um telão passando a missa de domingo ,JMJ,,ao vivo com alguns padres acompanahndo a missa do papa ao vivo ( como se as pessoas estivessem no rio d janeiro ) inclusive didtribuindo comunhão. Pensem no assunto desta forma daria oportunidade de outros participarem indiretamente. Vera MC
  5. Gostaria de saber como o Sr. Prefeito Haddad vai fazer com o que o motorista do transporte individual passe a utilizar o transporte coletivo, que hoje tem veiculos que andam lotados, possuem poucos assentos (que é para inflar os lucros dos empresarios), não há higienização, e raramente cumprem horarios. As Redes Socias querem a resposta.

Deixe uma resposta para Midian Oliveira Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Close
!
Imagem animada do Facebook