O funcionamento da remuneração das corretoras de saúde

O funcionamento da remuneração das corretoras de saúde

Uma corretora de saúde, quando qualificada e organizada, é responsável por apoiar o cliente em todas as suas demandas junto da operadora. No entanto, é bem comum que surjam dúvidas a respeito dessas empresas, principalmente sobre a sua remuneração. Como elas ganham dinheiro? Há um custo para a empresa contratante? De que forma o repasse é feito?

São perguntas realizadas com frequência por quem está por dentro do setor de saúde complementar brasileiro. Portanto, preparamos um conteúdo para esclarecer o funcionamento da receita das corretoras. Acompanhe! 

Afinal, o que é e o que faz a corretora de saúde?

As corretoras de saúde fazem o meio de campo entre as empresas e os benefícios, sejam eles convênio médico PME, plano odontológico e por aí vai. Elas são muito conhecidas pela função de realizar a cotação e a contratação de um pacote, mas o trabalho principal ocorre na gestão do mesmo. Os profissionais são capacitados para dar o suporte necessário ao contratante.

Bom, em outras palavras, podemos afirmar que as principais obrigações de uma corretora estão na gestão do benefício, na gestão de saúde e no contato próximo. 

Saiba qual o valor da contratação de uma corretora

A contratação de um corretor de plano de saúde comumente não apresenta nenhum custo adicional para a sua empresa. O pagamento vem das operadoras e o valor já está incluso nos preços dos benefícios cotados, ou seja, faz parte da mensalidade paga. Isso é conhecido como corretagem — valor pago para a empresa que fez a ponte entre contratante e contratado.

Como um corretor de plano de saúde é remunerado?

A maioria das corretoras de plano de saúde empresarial costuma ser remunerada da mesma forma. A receita vem de um percentual em cima da fatura do contratante. Não há um percentual exato, visto que depende de cada operadora e de cada contrato. Mas, normalmente, é algo em torno de 2% e 5% ao mês.

O valor mensal, por sua vez, varia conforme o quanto a corretora  de saúde escolhe ganhar de agenciamento. A regra é clara: quanto maior o agenciamento, menor é o vitalício.

Fato é que as condições comerciais dos planos de saúde empresariais disponíveis no mercado variam bastante, de pacote para pacote e de empresa para empresa. São inúmeros detalhes, especificações, benefícios e acessos que a gente acaba até se perdendo. O que nos faz considerar a contratação de uma corretora, ou melhor, de profissionais que entendam as necessidades da equipe.

Por isso que tal serviço faz-se tão importante. Seu retorno pode ser proveniente das corretagens acordadas com as operadoras, o que chamamos de remuneração por agenciamento. Existe também a opção do pagamento ser feito parte pela aquisição do novo cliente, parte pela gestão contínua do contrato, denominado comissão vitalícia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>