Elementos de fixação saiba mais sobre os rebites

Elementos de fixação: saiba mais sobre os rebites

Os rebites são elementos de fixação amplamente utilizados na indústria, de modo geral, e também na construção civil. Essa peça, que parece ser tão pequena, é responsável por manter estruturas unidas e faz parte da história mundial. 

Utilizadas desde a Era do Bronze, os vários tipos de rebites fazem sucesso há séculos. Isso porque esses elementos utilizados para fixar dois materiais apresentam ótima relação custo-benefício quando comparados à soldagem, por exemplo. 

Enquanto a solda demanda maquinário específico, mão de obra especializada e matéria-prima, a rebitagem realiza o mesmo serviço com apenas uma rebitadeira

É claro que a utilização dos rebites não é tão simples e envolve cautela na aplicação, mas ainda assim, é uma maneira muito mais simples de trabalhar quando o assunto é fixação.

Saiba mais!

O que fazem os rebites?

Como você já sabe, os rebites são elementos de fixação industrial utilizados quando o objetivo é unir duas peças; na maioria das vezes, chapas metálicas.

Através da rebitagem, dois materiais são unidos de forma semipermanente com bastante segurança. Depois da aplicação de um rebite, é praticamente impossível retirá-lo.

Os vários tipos de rebites têm, basicamente, a mesma função: a união permanente de materiais.

Onde os rebites são aplicados?

A verdade é que não existem limites para a aplicação dos rebites. Desde peças de avião a eletrodomésticos da sua casa, os rebites podem estar em qualquer lugar. 

É bem provável que você já tenha visto peças antigas unidas com rebites de cabeça redonda. Esses modelos eram bastante utilizados antigamente na fabricação de aviões e helicópteros, mas foram substituídos por outros tipos. 

Atualmente, os rebites de repuxo, rebite estrutural e com rosca são aplicados na indústria automotiva, em serralherias na união de chapas e em todo o setor de construção civil. 

Como funciona a aplicação de um rebite?

A aplicação dos rebites é muito simples. Com o auxílio de uma rebitadeira manual ou hidropneumática, o elemento é colocado no furo pré-definido e, então, o equipamento entra em ação. 

O rebite com rosca interna, por exemplo, é composto pela cabeça e por uma haste cilíndrica. Na união das chapas, o trabalho da ferramenta de rebite é fazer a retirada do mandril — peça interna do elemento. 

Através da pressão exercida pelo equipamento, o rebite se expande dentro do orifício e a cabeça da peça fica imóvel, promovendo a união entre os dois materiais.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>