timao

Corinthians 105 anos

O Sport Club Corinthians Paulista completa 105 anos de história nesta terça-feira (01). Desde o dia 1º de setembro de 1910, o clube alvinegro arrasta multidões, provoca emoções e faz a festa de 30 milhões de torcedores espalhados pelo Brasil e mundo afora.

timao corinthians libertadores 2015

Corinthians

Corinthians

Para comemorar essa data, o site oficial do Corinthians selecionou 105 momentos marcantes da história alvinegra, separados em cinco tópicos: gols, jogos, jogadores, títulos e a Fiel.

Neste texto, confira alguns títulos que ficaram marcados para sempre na memória dos corinthianos.

Paulistão (1914)

Primeiro título da história do Corinthians, o Estadual ainda era conhecido como Liga Paulista de Foot-Ball. O Timão venceu os 10 jogos da competição, marcando 37 gols e sofrendo apenas nove. Além disso, o artilheiro da competição com 12 gols foi Neco, eterno ídolo alvinegro.

Paulistão (1954)

A cidade de São Paulo comemorava o quarto centenário de fundação, e a conquista do Estadual naquele ano seria especial. Com 18 vitórias em 26 jogos, o Corinthians se sagrou campeão com uma rodada de antecedência, ao empatar em 1 a 1 com o Palmeiras, com gol de Luizinho, já em fevereiro de 1955.

Paulistão (1977)

Eram 22 anos e oito meses sem títulos, e a Fiel – que mesmo assim continuava a crescer – pôde soltar o grito em 13 de outubro de 1977. Com o gol de Basílio sobre a Ponte Preta no Morumbi, o Corinthians comandado por Oswaldo Brandão conquistou o 16º Estadual com 30 vitórias, seis empates e 12 derrotas.

Paulistão (1982)

Em plena Ditadura Militar, o Timão vivia o ambiente da Democracia Corinthiana, liderada por Sócrates, Casagrande e Wladimir. Dentro de campo, o Alvinegro conquistou o 18º Estadual com campanha de 26 vitórias, oito empates e seis derrotas. Na final, o Corinthians venceu o São Paulos nos jogos de ida e volta – 1 a 0 e 3 a 1, respectivamente.

Paulistão (1983)

Defendendo o título conquistado no ano anterior, o grupo movido pela Democracia Corinthiana mais uma vez não decepcionou e fez a festa da Fiel. Com 24 vitórias, 17 empates e sete derrotas, o Timão passou pelo São Paulo novamente na final e se sagrou campeão estadual.

Paulistão (1988)

Unindo gerações, o Corinthians contava com Biro-Biro e Ronaldo Giovanelli no elenco, mas foi outro jovem que definiu a conquista do 20º Estadual. Após empate em 1 a 1 no jogo de ida, na prorrogação do segundo jogo da final, Viola fez o primeiro gol com o manto alvinegro e garantiu o triunfo por 1 a 0. Em 29 jogos no Paulistão, o Timão venceu 14, além de 11 empates e quatro derrotas.

Brasileirão (1990)

Primeira conquista nacional do Corinthians teve o craque Neto como destaque. O ‘Xodó da Fiel’ fez nove dos 23 gols do Timão no campeonato – cinco deles de falta -, e balançou as redes nas quartas de final e semifinal. Com 12 vitórias, oito empates e cinco derrotas, o Alvinegro passou pelo São Paulo na final com vitórias por 1 a 0 nas partidas de ida e volta.

Copa do Brasil (1995)

Em campanha irretocável, o Corinthians venceu oito jogos e empatou dois, com 21 gols marcados e apenas três sofridos. Passou por Operário-MT, Rio Branco-AC, Paraná-PR e Vasco para chegar na final, quando bateu o Grêmio no Pacaembu e no Olímpico, conquistando pela primeira vez a Copa do Brasil.

Brasileirão (1998)

Com um dos melhores meios de campo da história do clube, o Corinthians dominou o Brasil com um toque de bola envolvente e incisivo. Foram 17 vitórias, sete empates e sete derrotas até a última partida, quando o Timão venceu o Cruzeiro por 2 a 0 no Morumbi e conquistou o segundo título do Campeonato Brasileiro.

Brasileirão (1999)

O segundo título consecutivo do Campeonato Brasileiro teve como destaque o atacante Luizão. Com 18 vitórias, cinco empates e seis derrotas, o Corinthians foi campeão após passar por Guarani nas quartas de final, São Paulo na semifinal e Atlético-MG na decisão.

Mundial de Clubes da FIFA (2000)

A primeira vez a gente nunca esquece. Atuando em estádios a qual estava acostumado – Morumbi e Maracanã -, o Corinthians deixou para trás Real Madrid (ESP), Raja Casablanca (MAR) e Al Nassr (SAU) para chegar à decisão, diante do Vasco no Rio de Janeiro. Com o apoio da Fiel, o Timão bateu o Vasco nos pênaltis após partida eletrizante.

Rio-São Paulo (2002)

Comandado por Carlos Alberto Parreira, o Corinthians encantava o Brasil no início de 2002. Com 11 vitórias, seis empates e duas derrotas, o Timão se tornou campeão do último Torneio Rio-São Paulo disputado até hoje. Na decisão, o Alvinegro venceu o São Paulo por 3 a 2 no jogo de ida e levou a taça após empate no jogo de volta.

Copa do Brasil (2002)

A conquista da segunda Copa do Brasil teve sete vitórias, dois empates e duas derrotas. O atacante Deivid foi o artilheiro da competição com 13 gols – dos 24 feitos pelo Corinthians. O Timão passou por River-PI, Americano-RJ, Cruzeiro, Paraná, São Paulo e Brasiliense para trazer mais uma taça para o Parque São Jorge.

Brasileirão (2005)

Com um time recheado de estrelas, o Corinthians fez grande campanha e pela primeira vez foi campeão na era dos pontos corridos. Com 24 vitórias, nove empates e nove derrotas, o Timão fez 87 gols e sofreu 59 para se tornar tetracampeão brasileiro com a marca do argentino Tevez, que foi eleito o melhor jogador do torneio naquele ano.

Paulistão (2009)

Ainda em processo de reconstrução, o Corinthians retomou a confiança da Fiel logo no início de 2009. De forma invicta, conquistou o Campeonato Paulista com 13 vitórias e 10 empates após passar pelo São Paulo na semifinal e Santos na decisão, tendo Ronaldo como destaque dentro e fora de campo.

Copa do Brasil (2009)

Comandado por Ronaldo, o Corinthians teve excelente campanha, tendo sido derrotado apenas uma vez, além de cinco vitórias e quatro empates. Eliminando Itumbiara-GO, Misto-MS, Atlético-PR, Fluminense, Vasco e Internacional, o Timão conquistou o tricampeonato da Copa do Brasil.

Brasileirão (2011)

Com início arrasador, o Corinthians esteve na liderança durante a maior parte do campeonato. Em 4 de dezembro, mesmo dia do falecimento de Sócrates, ídolo da Fiel, o Timão empatou com o Palmeiras no Pacaembu e confirmou o pentacampeonato nacional com 21 vitórias, oito empates e nove derrotas.

Libertadores da América (2012)

Em campanha histórica, o Corinthians levou o primeiro troféu da Libertadores da América de forma invicta. Em 14 jogos, foram oito vitórias e seis empates, com 22 gols marcados e apenas quatro sofridos, demonstrando a superioridade do Alvinegro sobre os adversários. Das inesquecíveis atuações de Cássio diante de Emelec e Vasco, passando pelo brilho de Romarinho em La Bombonera e chegando ao poder decisivo de Emerson Sheik diante do Boca Juniors, o Timão, enfim, estava libertado.

Mundial de Clubes da FIFA (2012)

Para pintar o mundo de preto e branco mais uma vez, o Corinthians foi ao Japão e levou junto a Fiel. Mais de 40 mil ‘loucos’ atravessaram o mundo para assistir o Timão bater Al Ahly e Chelsea – ambos por 1 a 0 – e deixar ainda mais cheia a sala de troféus no Parque São Jorge.

Paulistão (2013)

O 27º e último Paulistão conquistado pelo Corinthians até aqui, novamente passando por São Paulo na semifinal e Santos na final. Com 11 vitórias, dez empates e duas derrotas, o título foi especial também para o técnico Tite, que ainda não havia conquistado um Estadual no Timão.

Recopa Sul-Americana (2013)

Em um torneio que reunia os campeões da Libertadores da América e Copa Sul-Americana do ano anterior, o Corinthians bateu o São Paulo no Morumbi (2 a 1) e depois no Pacaembu (2 a 0), na primeira decisão internacional entre os rivais, e viu o meia Danilo levantar a taça que fechou o ciclo de cinco conquistas em um ano e meio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>