Organizadores de fila

Coronavírus: entenda mais sobre a recomendação da distância de dois metros nas filas

O Ministério da Saúde ao longo da pandemia que estamos enfrentando há três meses, elaboraram diversas recomendações para os serviços essenciais poderem trabalhar da forma mais segura possível. Uma das recomendações é manter o distanciamento mínimo de dois metros entre seus clientes, ou de um metro se estiverem utilizando máscaras. Para seguir as recomendações as farmácias, padarias e supermercados estão utilizando organizadores de fila para garantir a distância necessária.

A locação de equipamentos garante a segurança dos clientes e também dos funcionários, já que uma simples locação de delimitador de fila é uma ação extremamente eficaz e necessária.


O distanciamento funciona?

 

Um estudo realizado na China no Hospital Huoshenshan em Wuhan, constatou que o novo coronavírus ou Sars-coV-2 pode propagar a infecção em uma distância de até quatro metros, ou seja, o dobro recomendado pela OMS (Organização Mundial de Saúde).

Dificilmente alguém consegue medir essa distância sem demarcações, por isso, ao optar por locar equipamentos é uma forma de auxiliar os frequentantes do estabelecimento a seguir as recomendações necessárias. Afinal, é tudo muito novo para todo mundo!
Com o aluguel de separador de fila o estabelecimento estipula a distância necessária e garante a segurança de todos que frequentam o local, além disso, na cidade de São Paulo o decreto torna como obrigatório o uso de máscaras nos estabelecimentos comerciais pelos funcionários e clientes — o descumprimento da regra pode ocasionar em multas de até R$ 276 mil reais.


Quais estabelecimentos podem funcionar na quarentena?


Os estabelecimentos comerciais e prestadores de serviço deverão manter fechados os acessos do público ao seu interior. No entanto, a suspensão não se aplica ao trabalho interno dos estabelecimentos comerciais e prestadores de serviço.

Os estabelecimentos, embora não possam atender ao público, podem continuar realizando transações comerciais por meio de aplicativos, internet, telefone ou outros instrumentos similares, além dos serviços de entrega de mercadorias (delivery).

Veja alguns serviços que são listados como essenciais:

  • Lavanderias;
  • Serviços de limpeza;  
  • Hotéis e similares;  
  • Serviços que trabalham com obras e equipamentos de construção civil;
  • Comercialização de materiais de construção (aluguel de ferramentas e andaimes, por exemplo);
  • Serviços veterinários e de venda de produtos farmacêuticos e alimentos para animais;
  • Oficinas de veículos automotores, borracharias, bancas de jornal e serviços para manutenção de bicicletas;
  • Captação, tratamento e distribuição de água;  
  • Entre outros.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>