Redirects 302 e 301: diferenças e quando utilizá-los no SEO

Redirects 302 e 301: diferenças e quando utilizá-los no SEO

Entender sobre redirects de URLs é importantíssimo para um desenvolvedor, agência de marketing ou proprietário de e-commerce. Afinal, saber usá-los da forma correta é imprescindível especialmente no que diz respeito à otimização de sites, o chamado SEO

O redirecionamento nada mais é do que uma técnica que conduz o usuário a uma página diferente da requisitada. Vamos entender melhor do que se trata? Acompanhe a leitura e confira:

Diferenças entre redirecionamento 301 e redirecionamento 302

Primeiramente, explicamos a diferença entre as duas categorias de redirects. O código 301 consiste em um redirecionamento permanente, utilizado, na maioria das vezes, quando o domínio é definitivamente substituído. Também quando as URLs originais devem direcionar o usuário a outras URLs. 

Ou seja, o fator rank é transferido do antigo para o novo domínio. Desse modo, todo tráfego que indica o site original é redirecionado para uma página de destino nova.

Já o redirecionamento temporário, conhecido como redirect 302, é empregado com outro objetivo. Nesse caso, o arquivo/domínio original não é excluído da base de dados do Google.

Quando usar o Redirect 301?

Vamos supor que um site chamado “carros.com” passou a ser denominado como “automoveis.com”. A URL antiga gerou um tráfego consistente e para a página não perder sua audiência com a mudança, o redirect 301 é utilizado. Com a técnica, é possível construir um novo site conservando o histórico de popularidade, autoridade e PageRank.

Além disso, a tecnologia dos mecanismos de busca, como o Google, têm uma compreensão sólida sobre esse redirecionamento. O que não compromete em nada no ranqueamento. É um trabalho frequentemente realizado pelo marketing digital.

Quando usar o Redirect 302?

De novo, seguimos com uma suposição: uma loja online faz uma promoção com duração de 10 dias. Para alcançar uma maior magnitude, a loja decide criar uma página exclusiva para anunciar a promoção. Dessa forma, com o redirect 302, todo o tráfego é redirecionado para essa página até o fim das ofertas. Após o término, a página original assume a posição outra vez.

A utilização do código é indicada, também, quando o site está atravessando uma reformulação ou manutenção. É possível continuar fornecendo o conteúdo aos usuários e, ao mesmo tempo, ir implantando nova versão do site.

Os riscos dos redirecionamentos

Todos os tipos de redirecionamento têm seus riscos. Isso se deve às práticas e técnicas Black Hat, usadas por inúmeros oportunistas que usam o redirecionamento como forma de fazer spam. Os spammers burlam os mecanismos de busca, fazendo com que o conteúdo visualizado não seja o mesmo que realmente consta na página para a qual eles são redirecionados.

Assim, o usuário fica à mercê de vírus, propagandas e conteúdos maliciosos. Por isso, é sempre recomendado uma consultoria de SEO para analisar os redirects do seu site.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>