clínica de recuperação

Consumo de drogas ilícitas é a consequência do uso de drogas lícitas: entenda os motivos

O vício pode acontecer com o uso de qualquer tipo de droga, seja ela lícita ou ilícita, mas uma coisa é certa: Uma droga influencia o uso da outra, afinal, em uma clínica de reabilitação dificilmente um paciente solicita tratamento contra as drogas para apenas um tipo de substância.

O que mais preocupa não é nem a ligação que uma substância tem com a outra, bem como, a maconha e o álcool. Mas também que adolescentes menores de 18 anos possuem cada vez mais acesso fácil a compra dessas substâncias, e consequentemente iniciam mais cedo a dependência e o tratamento de drogas.


O uso de drogas no Brasil

 

Os sintomas das drogas atingem diretamente o corpo e a mente, e apenas “experimentar” pode causar dependência. Além dos danos ao organismo do usuário, o uso de substâncias ilícitas gera impactos sociais e econômicos em larga escala.

As drogas mais consumidas pelos brasileiros são: Maconha, ecstasy e cocaína, principalmente nas regiões sul e sudeste, que lideram essa prática ilícita, sendo até mesmo comum entre rodas de amigos de jovens de 17 a 24 anos, e se prolongando a vida adulta até que necessite da ajuda de uma clínica de internação e/ou clínica de reabilitação para se livrar da dependência.


Uma droga tem ligação com a outra


A fácil disponibilidade dessas substâncias contribui para elevar o consumo de diferentes drogas e a crescente da dependência de drogas é constante, principalmente para as consideradas lícitas, bem como, alcoolismo e tabagismo.

A maioria dos relatos sobre o tratamento de alcoolismo é que enquanto acontece o ápice do consumo, o uso do tabagismo sempre ocorre, mesmo que os dependentes não se considerem fumantes.

Dessa forma, evitar o consumo de qualquer substância que seja viciante, é a melhor prevenção de evitar uma internação voluntária em uma clínica de reabilitação.


O que mostra as estatísticas?


As estatísticas divulgadas pelo Relatório Mundial sobre Drogas do ano de 2019 alertam sobre a dificuldade que as autoridades têm de controlar o tráfico. Um dos fatores que mais impedem o controle, é a facilidade do acesso a essas substâncias, o real motivo da superlotação de uma clínica de internação para dependentes químicos.

Segundo os dados da mesma pesquisa, há uma expansão potencial que resulta da impulsão pela oferta desses produtos no mercado. Assim como a produção de drogas sintéticas, a fabricação do ópio e de cocaína está em um nível cada vez mais elevado — substâncias que só se livra do vício com o auxílio de profissionais em uma clínica de reabilitação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Close
!
Imagem animada do Facebook