apuração eleições

Apuração governador tempo real

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Antonio Dias Toffoli, comparou neste domingo (5) as dificuldades enfrentadas por parte dos eleitores brasileiros com os equipamentos de leitura biométrica acoplados às urnas eletrônicas à compra de um “carro novo”. Segundo o magistrado, os problemas registrados em alguns municípios que adotaram a leitura biométrica se deram pela dificuldade que os eleitores estão tendo ao votar pela primeira vez nas máquinas que leem as impressões digitais.

Até o início da tarde, havia registros de grandes filas para votar em seções eleitorais de Goiânia, Teresina, Niterói (RJ) e Divinópolis (MG) em razão de esses municípios já terem adotado o sistema de biometria. Segundo eleitores, a principal dificuldade para votar nesses equipamentos se deu por conta de problemas de reconhecimento das digitais.

Confira aqui a apuração ao vivo em tempo real

apuração eleições

apuração eleições

apuração eleições

“Como essa está sendo a primeira eleição no Distrito Federal em que 100% da população está identificada biometricamente, muitas vezes há dificuldade no posicionamento do dedo. […] Não podemos intervir fisicamente, então, tem que haver orientação. Mas isso tudo faz parte de um aprendizado. É como comprar um carro novo, às vezes, você compra um carro novo e não sabe onde abre o tanque de combustível”, disse Toffoli durante coletiva de imprensa, na sede do TSE, na qual ele apresentou um balanço parcial de ocorrências registradas no país durante as primeiras horas de votação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Close
!
Imagem animada do Facebook