grades de isolamento na fila de vacinação

Vacinação contra gripe — dicas de como prevenir o contato social

Com a pandemia do vírus COVID19 as nossas atitudes precisam ser adaptadas e uma das principais é evitar sair de casa e manter o isolamento social. Entretanto, nem sempre conseguimos aplicar essa medida, como por exemplo, ir até um posto de saúde para tomar a vacinação contra gripe. As medidas de segurança para evitar o contágio podem ir desde a utilização de máscaras e até mesmo a implementação de grades de isolamento para evitar o contato físico.

O ideal é que todos se juntem para garantir a segurança e evitar a disseminação do coronavírus. Medidas no dia a dia, como lavar as mãos e evitar aglomerações, reduzem o contágio da doença. Sem a adoção das recomendações, os números de casos do coronavírus podem dobrar a cada três dias de acordo com a OMS (Organização Mundial da Saúde).

O momento pede novas atitudes

Os postos de saúde adotaram medidas de segurança como a colocação de organizadores de fila para atendimento presencial e o aluguel de grades de isolamento para realizar o esquema de drive-thru.

O esquema de drive-thru foi uma das alternativas que o sistema de saúde encontrou para evitar o contágio das pessoas que vão se vacinar de carro. Tudo foi muito bem planejado, garantindo total segurança de contágio evitando ao máximo o contato social e também do trânsito ao aplicar o cone drive-thru nas ruas.
Os indivíduos com mais de 60 anos foram para o primeiro lugar da fila, isso porque estudos mostram que estariam mais suscetíveis às complicações do novo coronavírus.

Entretanto, isso não significa que a vacina evita o ataque do Sars-Cov-2, até porque estamos falando de agentes infecciosos bem distintos, a medida é para evitar que os grupos de riscos fiquem com a imunidade baixa pegando uma gripe.

Atenção ao novo calendário

  • 23 de março: início da Campanha Nacional de Vacinação Contra a Gripe. Pessoas com mais de 60 anos e trabalhadores da área da saúde podem tomar a dose.
  • A partir do dia 16 de abril: o público-alvo é ampliado para profissionais das forças de segurança e salvamento, pacientes com doenças crônicas (hipertensão, diabetes, asma, entre outros), pessoas privadas de liberdade, caminhoneiros e indígenas.
  • A partir do dia 11 de maio: crianças de 6 meses a menores de 6 anos incompletos, professores, pessoas entre 55 e 60 anos incompletos, gestantes e puérperas começam a receber a vacina.

Além do governo implementar a grades de isolamento para hospitais, decidiu separar as datas de vacinação, até porque seriam muitas pessoas indo aos postos de saúde ao mesmo tempo, o que ressaltaria em muitas pessoas em um só local tendo um risco maior de contaminação.

Todas as medidas que estão sendo adotadas, como por exemplo, como organizar filas de espera, disponibilizar esquema drive-thru, aluguel de cones de sinalização, separar as datas de vacinação por grupos de riscos, entre outros métodos é uma forma de proteger o país do problema que estamos enfrentando, sendo assim, faça sua parte cumprindo as exigências estabelecidas pela OMS e se proteja contra o coronavírus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Close
!
Imagem animada do Facebook