cop_protesto2

Manifestações bloqueiam vias no Centro de SP

Manifestações bloqueiam vias no Centro de São Paulo


Às 16h30 desta sexta, + de 200 pessoas participavam de protesto dos Correios.

No mesmo horário, bancários fechavam Rua Líbero Badaró.


Duas manifestações bloqueavam vias da região central de São Paulo na tarde desta sexta-feira (30). Segundo a Polícia Militar, por volta das 16h30, cerca de 200 pessoas participavam do protesto dos bancários na esquina da Rua Líbero Badaró com a Avenida São João.





No mesmo horário, outras 200 pessoas protestavam junto com funcionários dos Correios no Vale do Anhangabaú. De acordo com a PM, as duas manifestações eram pacíficas. Até as 16h45, não havia informações sobre o destino das passeatas.

São Paulo é um dos estados com maior adesão dos funcionários dos Correios em greve. Os serviços Sedex 10, Sedex Hoje e Disque-Coleta, que têm prazo para entrega, estão suspensos por tempo indeterminado.

A categoria reivindica aumento real de R$ 400, piso salarial de R$ 1.635 (hoje é de R$ 806), vale-alimentação de R$ 30 por dia e vale-cesta de R$ 200.

Os bancários decidiram entrar em greve em todo o país na terça (27) por tempo indeterminado. A decisão foi tomada após assembleias dos sindicatos da categoria realizadas em todo o país. A paralisação atinge bancos públicos e privados. O objetivo do movimento é pressionar a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) a retomar as negociações e a melhorar a proposta de aumento real de salários da categoria, cuja data-base para renovação da convenção coletiva de trabalho é 1º de setembro.

De acordo com a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), a Rua Líbero Badaró teve de ser totalmente interditada.

 

Fonte: G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Close
!
Imagem animada do Facebook